Quero Orar 2021

Quero Orar 2021

Slider

Vídeos

Notícias

Ministérios

Artigos

Formação e Espiritualidade

RCC Bahia

RCC Brasil

Um convite a clamar para que o mundo, a Igreja e a RCC sejam batizados no Espírito Santo

 


Vinde, Espírito Santo!  Veni, Sancte Spiritus!


Em um retiro espiritual realizado nos dias 17 a 19 de fevereiro de 1967, por um grupo de jovens estudantes e professores da Universidade de Duquesne, nos Estados Unidos, estes se aplicaram a reler e a meditar os Atos dos Apóstolos, a ler o livro intitulado “A Cruz e o Punhal” e a rezar pedindo a Efusão do Espírito Santo. Lá tiveram uma experiência tão forte da Graça Divina que tal acontecimento tornou-se o marco inicial da Renovação Carismática Católica (RCC) na Igreja.


O Espírito Santo continua sendo derramado para transformar todas as realidades. O Espírito dá vida, renova, transforma, faz-nos discípulos e missionários de Jesus e faz nascer o homem novo. Dessa forma, o Ministério de Intercessão, recorda, faz memória de um dos grandes momentos, marcante, que deu origem a RCC, para clamar e pedir que o mundo, a Igreja e a RCC sejam batizados no Espírito Santo.

 

Como acontecerá?


Nos dias 17, 18 e 19 de fevereiro, os intercessores estarão das duas às três horas da madrugada em prontidão, unidos ao “Vinde, Espírito Santo”: momento de clamar o Espírito Santo para renovar a face da terra, para que a humanidade inteira seja batizada no Espírito.


Como símbolo do “Vinde, Espírito Santo” e para estar em comunhão, pede-se que, durante os três dias de oração, os intercessores acendam uma vela e seja colocada em um lugar preparado, um pequeno altar com a imagem/ícone do Espírito Santo, de Nossa Senhora, a Bíblia e flores. A vela simboliza a luz, ainda que pequena, que se irradia para o mundo inteiro como sinal da presença do Espírito Santo que se derrama sobre a terra. Peçamos um novo Pentecostes!


Ministério de Intercessão da RCCBRASIL

Papa Francisco e a Divina Misericórdia: “Jesus, confio em Ti”

Noventa anos atrás, nosso Senhor Jesus se manifestou a Santa Faustina Kowalska confiando-lhe uma mensagem especial da Divina Misericórdia

Papa Francisco e a Divina Misericórdia: neste domingo, 21 de fevereiro, ele recordou durante a alocução do Ângelus que já está fazendo 90 anos da revelação da imagem de Jesus Misericordioso a Santa Faustina Kowalska.


A mensagem do Papa foi especialmente dirigida ao Santuário de Płock, na Polônia:


“Noventa anos atrás, nosso Senhor Jesus se manifestou a Santa Faustina Kowalska confiando-lhe uma mensagem especial da Divina Misericórdia. Por meio de São João Paulo II, aquela mensagem chegou ao mundo inteiro e não é outra coisa senão o Evangelho de Jesus Cristo, morto e ressuscitado, que nos dá a misericórdia do Pai. Abramos o nosso coração a Ele, dizendo com fé: ‘Jesus, confio em Ti’”.

O Santuário da cidade de Płock, às margens do rio Vístula, marca o local em que ocorreram as revelações particulares à irmã Faustina Kowalska, que viria a ser a primeira santa canonizada neste milênio.


Jesus se manifestou a ela em 22 de fevereiro de 1931, no convento das Irmãs de Nossa Senhora Mãe da Misericórdia, em Stary Rynek. Santa Faustina relatou em seu diário:


“À noite, estando em minha cela, vi o Senhor Jesus vestido com um manto branco: uma mão levantada para abençoar, enquanto a outra tocava o manto no Seu peito, o qual, quando ligeiramente retirado dele, revelava dois grandes raios, um vermelho, o outro pálido. Muda, mantive os olhos fixos no Senhor; a minha alma foi tomada pelo temor, mas também por uma grande alegria. Depois de um momento, Jesus me disse: pinta uma imagem segundo o modelo que vês, com as palavras escritas embaixo: ‘Jesus, confio em Ti’. Desejo que esta imagem seja venerada primeiro em vossa capela e, depois, no mundo inteiro”.

A primeira imagem de Jesus Misericordioso foi pintada em Vilnius, na Lituânia, conforme a orientação da própria irmã Faustina. A imagem mais conhecida é mantida no Santuário da Divina Misericórdia em Cracóvia-Łagiewniki, elaborada de acordo com as instruções do pe. Józef Andrasz, guia espiritual da religiosa.


São João Paulo II canonizou Santa Faustina Kowalska em 30 de abril do ano 2000. O Papa polonês também instituiu a festa da Divina Misericórdia no domingo seguinte à Páscoa, o qual passou a ser chamado, por isso, de Domingo da Divina Misericórdia.


Fonte: Portal Aleteia


Intercessores confiram os direcionamentos do Ministério para 2021

 

"... trabalhamos a noite inteira e nada apanhamos; mas por causa de tua palavra, lançarei a rede" (Lucas 5,5).


O episódio da pesca milagrosa, encontrada no Evangelho de Lucas 5, 1-11 narra um importante ensinamento quando Jesus depara com Pedro e seus companheiros, lavando as redes na praia, dando como encerrada as frustradas tentativas de pesca, pois haviam trabalhado a noite inteira, mas não conseguiram pescar nenhum peixe se quer.


Jesus entra na barca de Pedro e diz: “Lançai as vossas redes para pescar” (Lucas 5, 4b). Pedro, mesmo tomado pelo desânimo e fadigado pelo trabalho diz: “Mestre, trabalhamos a noite inteira e nada apanhamos; mas por causa de tua palavra, lançarei a rede.” (Lucas 5, 5). A obediência à palavra de Deus fez com que acontecesse o milagre da pesca.


 Jesus é o nosso bom Mestre que nos orienta, direciona e ilumina com o Seu Espírito, a fim de não perecermos, mas que tenhamos vida plena. Entretanto, é necessário estarmos atentos ao que o Senhor nos diz, pois a obediência produz frutos, gera maturidade e fortalece a fé.


O Ministério de Intercessão da RCC do Brasil é impelido pela Palavra de Deus a prosseguir lançando as redes para que muitas almas sejam resgatadas para Jesus, por isso os intercessores são chamados a permanecer lançando as redes, não de qualquer forma ou do jeito mais cômodo, mas atentos ao que o Senhor tem nos direcionado.


Dessa forma, o intercessor precisa estar empenhado em conhecer e viver os direcionamentos do Ministério de Intercessão que são instruções que servem para orientar e fortalecer a missão dos intercessores, ajudando-nos a termos consciência da necessidade da oração constante e fervorosa pela nossa Igreja, pela RCC, pelos Grupos de Oração e pelas diversas situações que tem acontecido no mundo.


O Ministério de Intercessão (MI) possui três pilares de sustentação que direcionam o exercício ministerial dos intercessores, que são: a espiritualidade, o pastoreio e a formação. É o próprio Jesus que nos direciona e nos anima a avançar, a sairmos da margem para chegarmos à profundidade da intercessão e da escuta profética. A obediência às coisas pequenas e simples nos torna fiéis ao projeto de Deus, promove a unidade e nos reveste da proteção do Altíssimo para cumprir a nossa missão no Ministério de Intercessão.


Portanto, é imprescindível que o intercessor progrida na espiritualidade, pastoreio e formação, que são elementos essenciais para se alcançar o nível profético no ministério. Com obediência e coragem possamos dizer: por causa da tua palavra, lançaremos as redes!

Clique aqui para fazer o donwload

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DO QUERO ORAR 2021

 
Família Carismática Católica de Salvador. Depois de vivermos a experiência de "Duquesne é Aqui!", cheios do Espírito Santo daremos início hoje, dia 20/02 até o dia 26/02 ao projeto "Quero Orar" com o tema: "Coragem! Eu venci o mundo." (Jo. 16,33). 

Vamos adorar Nosso Senhor, em todos os Grupos de Oração da nossa Arquidiocese.

Esse ano, o encontro será feito por cada grupo de oração, no dia e horário em que escolheram junto ao Setor, na modalidade on LINE ou presencial, de acordo com o modo que estejam realizando os encontros do grupo, e respeitando os decretos e protocolos estaduais e municipais no combate ao covid19.

Mais do que nunca precisamos orar juntos, por nossa cidade/ilha e espalhar aos quatro cantos a cultura de pentecostes 

RCC-Salvador: Unidos em oração!

Confira a programação dos setores e participe:































Campanha de Oração: RCC Salvador. Unidos em oração!

"enche a mão de carvões ardentes que tomarás entre os querubins, e espalha essas brasas sobre a cidade” (Ezequiel 10,2)


De 01 a 09 de Fevereiro, estaremos unidos em oração, rezando a novena de São Miguel Arcanjo, a Ladainha de Nossa Senhora e a leitura orante do Salmo 39, acompanhada de oração de clamor e libertação com exercício dos carismas, com jejum ainda que parcial (tirando uma refeição do dia e supérfluos), pelas intenções:


Todos os membros da RCC Salvador, são convocados a interceder para que Nosso Senhor Jesus Cristo Reine como Senhor da nossa Arquidiocese, entregando cada irmão que neste tempo sofre com depressão, desânimo, pensamentos suicidas, síndrome do Pânico, desempregados e enfermos. 


Permaneçamos em unidade, clamando que todas as trevas em nossa Arquidiocese sejam dissipadas.

Peçamos pelo fim da pandemia e pela eficácia das vacinas.

Pelo Conselho Arquidiocesano, para que, em obediência a vontade de Deus, busquem na oração e escuta, espalhar as brasas da presença de Deus em todos os Grupos de Oração.

Pelos coordenadores de Grupo de Oração da nossa Arquidiocese, para que a chama do Espírito Santo aqueça os seus corações e os fortaleça para fielmente cumprir a sua missão.

Pelo escritório arquidiocesano, por suas obrigações e necessidades. 

Somos, como sentinelas, convocados a levantar um grande clamor para que nossa arquidiocese seja batizada no Espírito Santo, espalhando assim, as brasas da presença de Deus em todos os corações. devolvendo ao Nosso Senhor Jesus Cristo, o trono DEle em nossos lares e em nossos Grupos de Oração.


Clique aqui para baixar a Novena e a ladainha


Conselho Arquidiocesano da RCC Salvador

Grupo de Oração, Lugar de Pastoreio

Sabe, costumamos chamar os Grupos de Oração, de “nossa Jerusalém”.Entretanto, nos evangelhos Jesus muitas vezes exortou Jerusalém, às vezes também pareceu lavar suas mãos diante de seu comportamento (Cf. Lc 13,34-35) e até chorou por Jerusalém (Cf. Lc 19, 41-44). Contudo, Jesus, como Lucas descreve em Atos 1,4, antes de subir aos céus, nos deixou a ordem de não nos afastarmos de Jerusalém, que pudéssemos ser perseverantes em Jerusalém, pois é ali, na “nossa Jerusalém”, que o Pai cumpre sua promessa, “João batizou com água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo” (Atos 1,5).

Todo membro de Grupo de Oração que experimenta ao cumprimento da promessa do Pai em “sua Jerusalém”, torna-se um “pastor“. Em seu coração há a reafirmação da fé (Cf Tito1,2)onde reconhece o GO como um aprisco seguro, no qual, Jesus é o Bom Pastor que "não abandonou seu rebanho, mas o guarda, por meio dos apóstolos, sob sua constante proteção e o dirige pelos mesmos pastores que continuam até hoje sua obra” (CIC 1575).

O maior fruto que nosso GO pode ofertar à Igreja é o cuidado perpétuo para com as ovelhas de Cristo.Esse cuidado perpassa por todos os âmbitos do ser humano, portanto, revestidos de “Misericórdia, lei fundamental que mora no coração de cada pessoa, quando vê com olhos sinceros o irmão que encontra no caminho da vida, que é o caminho que une Deus e o homem, que nos abre o coração à esperança de sermos amados para sempre, apesar da limitação do nosso pecado” (Bula Papal MesiricordieVultus , 2° parágrafo),continuemos firmes, em resgatar no íntimo do ser de cada ovelha de Cristo, a própria dignidade de Filho de Deus. Esse cuidado exige muito de nós, mas o Pastor Maior nos diz, “aprendei de Mim, que Sou manso e humilde de coração” (Mt 11,29).

Sejamos fiéis à ordem de Jesus, permaneçamos em nossa Jerusalém e a cada Reunião de Oração, Núcleo ou Grupo de Perseverança, o Pai cumprirá sua promessa, reforçando em nós, a vocação ao pastoreio.“Nada é pequeno se feito com amor” (Santa Teresinha do Menino Jesus).Permaneçamos firmes em Cristo, nosso Senhor!

 

Danielle Melo dos Santos Pires, Grupo de Oração Raboni, Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes, Coaraci – Bahia, coordenadora do Ministério de Formação da Diocese de Ilhéus, Pedagoga.


Fonte: Portal RCC Bahia

Moção, fruto da obediência


Porque é essa a ordem que o Senhor nos deu: "Eu coloquei você como luz para as nações, para que leve a salvação até aos extremos da terra" (Atos 13, 47).

"Vocês, porém, receberam a unção que vem do Santo, de modo que todos vocês possuem sabedoria" (I Jo 2, 20).
 
Mas ainda, prestem atenção! Vejam essa Palavra: "É preciso que vocês se renovem pela transformação espiritual da inteligência" (Ef 4, 23).
 
Irmãos, o Senhor disse e é importante entendermos que não somos mais os mesmos! Somos homens e mulheres batizados no Espírito Santo! Por isso, é necessário deixar que esse mesmo Espírito que recebemos transforme a nossa mentalidade, a nossa inteligência e conforme o nosso coração ao coração de Jesus, pois foi por meio desse batismo que as nossas vendas caíram; nossos olhos se abriram e conhecemos a plena verdade que é o próprio Cristo. O mundo não mais nos atrai. Temos hoje uma visão espiritual! Portanto, temos que entender e acreditar, que as tribulações, lutas, combates, muitas vezes, enfermidades, e tudo que estamos fazendo ou vivendo são oportunidades para honrar o nome de nosso Senhor Jesus Cristo.
 
“Vocês acham que as trevas não lutam contra vocês filhos da luz?”
 
Por estarmos em uma linha de frente na intercessão, somos um alvo visível. Não seria diferente! O segredo é estar em constante intercessão. Lembrem-se: A sala do trono é o lugar mais seguro para o intercessor. Quando estamos intercedendo, estamos seguros. O intercessor vive a intercessão vinte e quatro horas. Não há o que temer ou se assustar se estamos em Cristo.
 
Tenho visto irmãos passando por lutas, provas, enfermidades; irmãos sofrendo as escondidas, outros até muito silenciosos, tudo isso é fruto de uma vida em santidade. O Senhor está conosco!
 
Estamos passando pela “transformação espiritual da inteligência”, e precisamos enxergar tudo isso com os olhos de oração, com os olhos de intercessão, se não for assim, seremos vencidos. O Senhor não quer mais nenhum dos seus filhos e filhas ficando pela estrada, ele quer as cem ovelhas e não apenas às noventa e nove. Significa que devemos ir atrás da que faltou. Lembra?
 
"Vocês necessitam apenas de perseverança, a fim de cumprirem a vontade de Deus, e assim alcançarem o que ele prometeu" (Hb 10, 36).
 
O quanto o Senhor é capaz de realizar se deixarmos de nos preocuparmos e permitirmos sermos conduzidos por Ele. O quanto o Senhor é capaz de fazer, se pegarmos a Santa Palavra e orarmos com ela! O quanto o Senhor faz na vida daqueles que obedecem à moção Norte para cada tempo.
 
Não deixemos que esse espírito mudo venha impedir que as moções cheguem a cada Grupo de Oração. Muitas vezes, chegamos a lugares e irmãos não estão vivendo a moção, porque os líderes não a fizeram chegar. Queridos intercessores, muitos servos
 
estão doentes espiritualmente por desobedecerem. A palavra de Deus no livro de I Sm 15, 22 nos diz: “A obediência vale mais que o sacrifício” e tantas vezes ouvimos dizer que quem obedece NUNCA erra! É preciso, então, como intercessores e intercessoras, homens e mulheres de oração, que façamos a voz do Senhor chegar nos quatro cantos do nosso Grupo de Oração e, por meio dele, ver a palavra e a graça de Deus se cumprir na vida de todo um povo que é DELE, mas que a sua bondade confia a cada um de nós.
 
Diante de um tempo de tantas enfermidades, e não somente, enfermidades do corpo, mas também enfermidades da alma, o Amor, e só o amor cura! Corram às pressas e levem o anúncio! Declare HOJE a cura de toda paralisia espiritual, no nome de Jesus.
 
“Peço a vocês que mantenham as lâmpadas acesas”. Ninguém está sofrendo sozinho, porque intercessão é um só coração!
 
"Fiquem atentos e rezem todo tempo, a fim de terem força para escapar de tudo o que deve acontecer e para ficarem de pé diante do Filho do Homem" (Lc 21, 36).
 
 
Eric Batista Figueiredo 
Coordenador Estadual do Ministério de Intercessão - RCC Bahia 
 
 
 
INTENÇÕES PERMANENTES
 
 
1. Pela Santa Igreja, pelo Santo Padre, o Papa Francisco, pelos Bispos, pelos Sacerdotes, Diáconos, Religiosos (as) e pelos Seminaristas;
 
2. Por todas as vocações, para que o chamado de Deus seja assumido com amor e fidelidade;
 
3. Pelos membros do Serviço Internacional para a Renovação Carismática Católica – CHARIS;
 
4. Pelos membros do Serviço Nacional de Comunhão CHARIS;
 
5. Pelo Presidente do Conselho Nacional, Vinícius Simões e sua família, e todos os membros do Conselho Nacional;
 
6. Pelas reuniões dos Conselhos Estaduais e Diocesanos;
 
7. Por todos os Grupos de Oração do Brasil;
 
8. Por todos os Ministérios da RCC em nível nacional, estadual, diocesano e de Grupo de Oração;
 
9. Pelas necessidades espirituais e financeiras dos escritórios diocesanos, estaduais e nacional da RCC;
 
10. Pela casa de missão da RCCBRASIL no Marajó e pelos missionários e missionárias;
 
11. Pela construção da Sede Nacional da RCC do Brasil e pelos seus colaboradores;
 
12. Pelos eventos de evangelização da RCC no Brasil;
 
13. Pela situação política, econômica e moral em nosso País;
 
14. Para que cesse a violência no Brasil e no mundo;
 
15. Pela erradicação dos vírus causadores da Febre Amarela, Dengue, Zika e Chikungunya.
 
 
INTENÇÕES DO MÊS
 
 
- Pelo Encontro Nacional de Formação - ENF, 20 a 24 de janeiro de 2021;
 
- Pelo Congresso Online do Ministério para Crianças e Adolescentes, 18 a 20 de setembro;
 
- Pelo Retiro Online para Religiosas e Consagradas Celibatárias, 22 e 23 de setembro;
 
- Pelo fim da pandemia do Coronavírus no Brasil e no mundo;
 
- Pelo restabelecimento dos infectados pelo Coronavírus;
 
- Pelos profissionais da área de saúde.